09
07
15

Os desertos ocupam cerca de um terço da superfície terrestre e há bem mais que areia, clima quente e solidão nessas formações remotas.

Se tem a ideia de que os desertos são apenas lugares no meio do nada e desprovidos de qualquer atrativo deixe-a de lado. Os desertos atraem muitos viajantes ávidos por cenários cheios de mistérios, areias movediças e formas espantosas.

Deserto do Saara

O maior deserto quente do mundo abrange parte dos seguintes territórios e países: Argélia, Chade, Egito, Líbia, Mali, Mauritânia, Marrocos, Niger, Saara Ocidental, Sudão e Tunísia e pode ser explorado de diferentes formas: acampamentos com os berberes (povos nômades), caravanas de camelos e tours em veículos 4×4 rumo a paisagens espetaculares, como as formações rochosas peculiares do Deserto Branco, no Egito. O deserto é rico em história, e diversos fósseis de dinossauros e outros animais bem como resquícios de diversas civilizações já foram encontrados ali.

Deserto de Taklamakan

O maior deserto da China, localizado a oeste do país, é um dos lugares mais quentes da Terra e o segundo maior deserto de areia do mundo, cobrindo uma área de mais de 33 mil quilômetros quadrados. Por conta dos ventos, as dunas de areia estão sempre se movendo para a frente, avançando 150 metros a cada ano. É no deserto de Taklamakan que se encontra um dos mais importantes sítio arqueológico da China: as Tumbas de Xiaohe.
Wadi Rum

Conhecido também como Vale da Lua, o Wadi Rum, no sul da Jordânia, é uma mistura de planícies arenosas avermelhadas e picos irregulares. Entre os programas turísticos mais populares estão o voo de balão sobre a paisagem desértica e os passeios montar cavalos árabes, caminhadas e escaladas entre as formações de rocha maciça para explorar os cânions, acampamento sob as estrelas e ver as inscrições rupestres com mais de dois mil anos de idade.

Deserto da Namíbia

Uma das atrações mais visitadas da Namíbia, país do sul da África, é o Parque Nacional Namib-Naukluft, que abrange parte do impressionante Deserto da Namíbia, considerado um dos mais antigos do mundo. O clima é tão seco que árvores não puderam se decompor e se petrificaram. O clima é extremamente quente, mesmo no inverno, e não há água na região. Turistas e fotógrafos profissionais são atraídos pelas enormes dunas alaranjadas que podem chegar a 340 metros de altura.

Vales Secos de McMurdo

Apesar do fato de estar coberta por 98% de gelo, a Antártida é o maior e mais seco deserto do mundo. E a região dos Vales Secos de McMurdo, um conjunto de vales que quase não apresentam cobertura de neve, é um dos desertos mais extremos do mundo e abrigam bactérias nas rochas. Cientistas consideram os Vales Secos o ambiente terrestre mais próximo do encontrado no planeta Marte.

Deserto de Danakil

Situado no nordeste da Etiópia, este deserto tem a fama de ser um dos lugares mais quentes e secos da Terra. No vulcão Dallol, a paisagem é espantosa, com fontes ardentes com uma gama de cores brilhantes incrível. Vão de cor de laranja até o verde, passando pelo branco e o amarelo vivo, devido ao enxofre e outros minerais. É neste lugar que detém o recorde de mais alta temperatura média para uma posição habitada na Terra.

Monument Valley

Este cenário desértico singular se estende ao longo da fronteira entre os estados norte-americanos do Arizona e Utah. Sua paisagem é caracterizada pelo solo arenoso e formações rochosas impressionantes. A reserva dos índios Navajo ocupa uma grande parte do deserto americano, e o Monument Valley é um dos cinco parques da reserva abertos ao público. O Monument Valley já apareceu em diversos filmes de faroeste de Hollywood.

Deserto do Atacama

Localizado ao norte do território chileno, o Atacama é o deserto considerado o mais alto e mais árido do mundo e ideal para quem gosta de aventura e paisagens de tirar o fôlego: piscinas de águas termais, cânions, lagos coloridos, relevos montanhosos, dunas e vulcões. Os cartões-postais naturais mais famosos são o Valle de la Luna e Valle de la Muerte, os Gêiseres de Tatio e as belas Lagunas Altiplânicas. Também há múmias com mais de 1000 anos deixadas pelos Chinchorros (antigos habitantes da área).

Grande Deserto Arenoso

Este deserto faz parte do chamado “Outback australiano” e estende-se ao longo de 285 mil quilômetros quadrados na porção noroeste do país. Uma das atrações turísticas mais visitadas é o Parque Nacional Kata Tjuta Uluru, onde fica a famosa Ayers Rock. Contém grandes Ergs, normalmente formados por dunas em disposição longitudinal. Ao nordeste localiza-se a cratera Wolfe Creek produzido pelo impacto de um meteorito. O primeiro europeu em cruzar o deserto foi Peter Warburton em 1873.

Deserto de Tabernas

Único semideserto do continente europeu (não há verdadeiros desertos absolutos na Europa), o Tabernas está localizado na região da Andaluzia, na Espanha. Por conta de sua semelhança com os desertos dos Estados unidos, o local já serviu de cenário para diversos filmes de “spaghetti western” ou “bang-bang à italiana”. Também no deserto de Tabernas foi rodada parte do filme “Red Sun” de Terence Young (1971), com Charles Bronson e Toshiro Mifune. Além de westerns, no deserto de Tabernas foi cenário de muitos filmes de outros géneros, como por exemplo Lawrence da Arábia (1962), Cleópatra (1963), Patton (1970), Conan, o Bárbaro (1982) ou Indiana Jones e a Última Cruzada (1989).

barba brasileira cutumba tumba deserto da Namíbiaprimeiro deserto de areia do mundoimagens barba pelo de cu
Porno
PornoEAdulto

Deixe seu comentário

Os comentários do blog, são via Facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor.