23
04
15

Mas segundo usuários do site de perguntas e respostas Quora.com, nos aeroportos mais peculiares e radicais do mundo, os pousos e as decolagens já valem a viagem. Conheça a seleção desses internautas:
Ladeira abaixo

As pistas de pouso mais radicais do mundo1
Aeroporto é ponto de partida para exploração dos Himalaias

O aeroporto Tenzing-Hillary, no Nepal, foi construído para os aventureiros. Espremida no alto dos Himalaias, perto do vilarejo de Lukla, a pista de pouso de 460 metros tem 12% de inclinação, o que a torna acessível apenas por helicópteros e pequenas aeronaves de asas fixas.

Ao norte da pista ficam as montanhas. Ao sul, há um abismo de quase 600 metros de queda, o que não deixa aos pilotos nenhuma margem para erros.

Esta assustadora pista serve como ponto de partida para alpinistas que querem escalar a montanha mais alta do mundo. “É aqui que os desafiadores do Everest aterrissam, mas é um dos aeroportos mais perigosos do mundo”, diz a usuária do Quora Amy Robinson.

Talvez seja propício o fato de a base ter sido batizada com o nome dos dois aventureiros mais famosos da região: Edmund Hillary e Sherpa Tenzing Norgay, as primeiras pessoas a chegarem ao topo do Everest.

De olho nas marés
As pistas de pouso mais radicais do mundo2
Na ilha de Barra, na Escócia, os aviões pousam na areia
Quando a maré sobe, a pista de pouso do aeroporto de Barra, na Escócia, desaparece.

“Este aeroporto é peculiar, sendo o único do mundo em que voos comerciais usam a praia para pousar e decolar”, escreve o usuário do Quora Amit Kushwaha. Sendo assim, os horários dos voos são ditados pelas tábuas de marés.

Localizadas na baía rasa da praia de Traigh Mhor, na ilha de Barra, no arquipélago de Outer Hebrides, as pistas deste aeroporto são dipostas em uma formação triangular e são marcadas por postes de madeira para ajudar a guiar os aviões a hélice Twin Otter na areia.

A ilha-aeroporto
As pistas de pouso mais radicais do mundo3
Depois de aterrissar nas Maldivas, passageiros têm que pegar lanchas até seu destino final
Para alguns pilotos, aterrissar no aeroporto internacional de Malé, nas Maldivas, é assustador. A pista de asfalto única fica a apenas 2 metros acima do nível do mar e toma toda a extensão da ilha de Hulhule. Qualquer erro mínimo de cálculo pode levar o avião a mergulhar no Oceano Índico.

“Este é um dos poucos aeroportos do mundo que começa e termina na água e toma todo o espaço de uma ilha inteira”, comenta Peter Baskerville, no Quora.

Como a ilha de Hulhule (uma das 1.192 ilhas de coral espalhadas por uma área de quase 90 mil quilômetros quadrados) é usada basicamente pelo aeroporto, os visitantes têm que tomar lanchas para chegar a seu destino final depois de aterrissar.

A mais curta
As pistas de pouso mais radicais do mundo4
Enquanto a maioria das pistas comerciais têm pelo menos 1,8 mil metros, esta tem 396 metros

“Aterrissar no aeroporto Juancho E. Yrausquin, na ilha de Saba, no Caribe, não é para fracos”, avisa a internauta Dhairya Manek.

O lugar é tido como a pista de pouso de uso comercial mais curta do mundo – quase 396 metros (quando normalmente as pistas têm entre 1,8 mil e 2,4 mil metros). Ou seja, apenas aviões pequenos, que podem desacelerar rapidamente, podem aterrissar aqui.

O cenário em volta é tão bonito quanto perigoso. “A pista fica sobre um penhasco que se debruça sobre o Mar do Caribe e que é ladeado por montanhas altas”, descreve Manek. “Aviões a jato são proibidos aqui.”
‘De arrepiar… e deslumbrante

As pistas de pouso mais radicais do mundo5
Telluride, no Colorado, atrai uma multidão na temporada de esqui
A 2.767 metros acima do nível do mar, o aeroporto regional de Telluride, no Estado americano do Colorado, é o mais alto para voos comerciais na América do Norte.

“Pousar ali é uma experiência de arrepiar… e deslumbrante, ao mesmo tempo”, conta Erin Whitlock, no Quora.

A pista única – localizada sobre uma planície das Montanhas Rochosas, ao lado de uma queda de 300 metros até o rio San Miguel – era famosa por apresentar um acentuado declive. Mas uma reforma em 2009 a tornou mais segura e possibilitou o pouso de aeronaves maiores.

Mas as autoridades ainda recomendam que os pilotos não tentem aterrissar à noite, nem quando a visibilidade é de menos de 24 quilômetros ou com ventos soprando a mais de 30 nós.
Aproximação eletrizante

As pistas de pouso mais radicais do mundo6
Aeroporto principal de Hong Kong ficava tão perto da cidade que foi desativado em 1998
As aterrissagens no agora desativado aeroporto de Kai Tak em Hong Kong eram tão aterrorizantes que os passageiros apelidaram o local de Kai Tak Heart Attack (“Ataque cardíaco de Kai Tak”).

“Enquanto ele funcionou [entre 1925 e 1998], foi uma das maravilhas do mundo da aviação”, conta Jay Wacker, no Quora.

“Ele ficava em um terreno em um porto, com arranha-céus dos dois lados. Era uma pista relativamente curta para grandes aviões e sempre fazia meu coração parar quando eu aterrissava ali em um 747. Ao olhar pela janela, a sensação era que dava para ver a sala dos apartamentos vizinhos.”
Poderá também gostar de:

Deixe seu comentário

Os comentários do blog, são via Facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor.