12
09
14
Você já deve estar cansado de ver pessoas em coma em filmes, novelas, séries, livros e até nos clipes de música e nos videogames. Esse estado crítico de saúde choca e impressiona, mas também serve de inspiração porque não sabemos exatamente o que se passa com a pessoa durante o estado de coma. Será que o paciente realmente está completamente incapacitado? Quando ele irá acordar? Ou pior; e se ele não acordar nunca mais? Essas questões dramáticas resultam em histórias que nos cativam.
Mas e quanto às histórias reais de pessoas que ficaram em coma? Bem, essas nos cativam mais ainda, embora sejam contadas com menor frequência. Por isso, o Geraligado decidiu reunir relatos de oito personagens verdadeiros que conseguiram acordar do pesadelo que é o coma. Confira:

 

O HOMEM QUE ESCOLHEU FICAR EM COMA
Histórias incríveis de pessoas que estiveram em coma
Depois de anos de dores tão extremas que o levaram a pensamentos suicidas, John Roach decidiu apostar em um tratamento controverso: coma induzido por cetamina.
Sofrendo de uma doença neuromuscular debilitante chamada distrofia simpático-reflexa, John, de 50 anos, é um dos cerca de 100 pacientes de dor crônica recorrendo a um novo tratamento radical em busca de alívio, a um coma induzido por cetamina, um anestésico cirúrgico e alucinógeno vendido ilegalmente. Os defensores do caso dizem que comas por cetamina podem ser uma dádiva de Deus para alguns.
John já havia tentado cirurgia, fisioterapia e altas doses de medicação para a dor. Quando nada funcionou, ele pensou em acabar com tudo. Mas com o tratamento por cetamina, John ficou em coma por cinco dias e, quando voltou, praticamente não sentia mais dores. A terapia foi um sucesso. Embora ainda esteja debilitado por conta da distrofia, John não sente dores e agora aproveita a vida com sua esposa e seus dois filhos.

A MENINA QUE ACORDOU DE UM COMA CANTANDO ‘MAMMA MIA!’
Histórias incríveis de pessoas que estiveram em coma
Quando a pequena Layla Towsey entrou em coma depois de contrair meningite, médicos disseram à sua família para que lhe dessem um beijo de despedida. Mas Layla surpreendeu a todos, quando acordou e começou a cantar o hit pop da banda sueca Abba, ‘Mamma Mia!’. Depois que ela passou cinco dias em coma, Layla voltou à vida com saúde.
Ela foi diagnosticada com meningite B e septicemia meningocócica e passou dias inconsciente na UTI. Mas ela foi logo respirando sozinha e hoje suas únicas sequelas são manchas vermelhas de sangue nas pernas e algumas varizes.
O RAPAZ EM COMA QUE ACORDOU MANDANDO A MÃE PARA “AQUELE LUGAR”
Histórias incríveis de pessoas que estiveram em coma
Uma mãe esperou 41 dias até seu filho ferido sair de um coma – só para ele dizer a ela “vá à m****”. Era a sua maneira de dizer a ela que ia ficar tudo bem.
Joanne Hopkins se inclinou para frente para ouvir o filho Joey sussurrar suas primeiras palavras após ter desafiado a morte em um acidente de carro. Mas no lugar de uma conversa emocionante, o rapaz de 22 anos xingou a mãe. Sra. Hopkins, de 39 anos, disse que ela chorou de alívio. “Naquele momento eu soube que havia recuperado meu filho de volta”, disse ela.
A MÃE QUE ENTROU EM COMA INDUZIDO PARA SALVAR A VIDA DE SEU BEBÊ
Histórias incríveis de pessoas que estiveram em coma
O rosto rosado do recém-nascido logo após o nascimento é a primeira memória de uma mamãe com seu filho. Mas Valerie Leah não tem essa memória, porque seu filho Oliver nasceu enquanto ela estava em coma. Valerie, uma mãe gestante de 35 anos, estava muito doente da gripe suína, enquanto ela tinha 27 semanas de gravidez. Em uma tentativa desesperada de salvar a mãe e a criança, os médicos decidiram colocá-la em coma e realizar uma cesariana. Só três semanas depois de ter dado à luz que ela foi capaz de finalmente ver o bebê.
O menino Oliver nasceu muito prematuro, pesando apenas 2,5kg e foi imediatamente levado ao berçário de cuidados especiais. Hoje, tanto mãe quanto filho estão bem.
A JOVEM CROATA QUE ACORDOU FALANDO ALEMÃO FLUENTE
Histórias incríveis de pessoas que estiveram em coma
Uma adolescente entrou em coma e acordou falando outra língua. O caso de Sandra Ralic, de 13 anos, deixou médicos perplexos. Ela falava croata antes, mas desde que acordou de seu coma de 24 horas de duração, ela tem sido incapaz de falar croata, mas é capaz de se comunicar perfeitamente em alemão.
Seus pais dizem que ela tinha apenas começado a estudar alemão na escola dela em Knin, sul da Croácia. O chefe do hospital local Dujomir Marasovic disse: “Nós ainda estamos tentando descobrir o que causou o coma e por que ela esqueceu como falar croata.”
O HOMEM QUE ACORDOU 19 ANOS APÓS SEU ACIDENTE DE CARRO
Histórias incríveis de pessoas que estiveram em coma
Um homem acordou de um coma depois de 19 anos, virou-se para sua mãe, que estava a seu lado, e disse: “Mamãe”. ‘Terry Wallis, de 39 anos, em seguida, pronunciou a palavra ‘Pepsi’, seguida de ‘leite’.
Sr. Wallis tinha 19 anos e tinha acabado de celebrar o nascimento de sua filha, quando, na sexta-feira dia 13 de julho de 1984, o ônibus em que viajava passou através de uma barreira da estrada e caiu em um riacho a 8 metros abaixo. Mais de 24 horas se passaram antes que o ônibus fosse encontrado. Ele ficou paralítico do pescoço para baixo e em coma. Apesar de os médicos terem dito que ele teria pouca chance de recuperar a consciência, os pais do Sr. Wallis e sua esposa Sandi o colocaram em um centro de reabilitação. Lá, todo dia um membro da família o visitou e falou com ele, com esperanças de que ele acordaria.
Até que uma vez, a senhora Wallis foi para o centro para o que ela acreditava que seria uma visita típica. Foi então quando o filho abriu os olhos e falou pela primeira vez depois de 19 anos. Terry agora está fala livremente e conheceu sua filha, Amber, que agora tem 19 anos.
Geraligado – Todo mundo ligado .
relatos de pessoas que estiveram em comarelatos de quem ficou em comarelatos de pessoas que ficaram em comarelatos de pessoas que ficam em coma enduzido

Deixe seu comentário

Os comentários do blog, são via Facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor.