26
02
16

“A criança sorridente padece frente ao miserável e inescrupuloso pai. A criança inocente não sabia o quanto de maldade existe no homem. Pobre criança que na juventude plena lhe foi tirado o direito a vida. Pobre Menininho que no auge de seus 12 anos, não brinca mais!”

Deixe seu comentário

Os comentários do blog, são via Facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor.