12
08
14
Robin Williams foi um aviador, um médico, um gênio, uma babá, um presidente, um professor…e tudo mais. Mas ele era único…Ele nos fez rir. Nos fez chorar. Ele deu seu incomensurável talento gratuita e generosamente aqueles que mais precisavam dele – de nossas tropas no exterior aos marginalizados em nossas ruas. O ator chocou ao morreu aos 63 anos de idade, mas será para sempre lembrado por papeis inesquecíveis…

 

Patch Adams – O Amor é Contagioso
Patch Adams - O Amor é Contagioso - Relembre os dez papeis mais marcantes de Robin Williams
Em Patch Adams – O Amor é Contagioso, Hunter Adams, ou Patch, é um homem que, depois de uma desgraça, descobre que pode ajudar as pessoas usando como arma seu bom humor. Ele entra na faculdade de medicina e começa a ajudar seus pacientes não só com os métodos tradicionais, mas também mexendo com aspectos psicológicos, sempre fazendo graça.

Mork E Mindy
Mork E Mindy -  Relembre os dez papeis mais marcantes de Robin Williams
Nesta segunda-feira, dia 11, o mundo perdeu um pouco de humor. Morreu Robin Williams, aos 63 anos, depois de uma longa luta contra a depressão. Fica para trás, o legado do ator, que tem papeis marcantes e personagens inesquecíveis. A começar por Mork, da série Mork e Mindy – programa que o lançou ao estrelato. Ele vivia um alienígena que chega na Terra e passa por uma série de situações cômicas, já que não está habituado aos costumes do planeta.
Uma Babá Quase Perfeita
Como não lembrar da sra. Doubtfire? A personagem de Uma Babá Quase Perfeita era uma criação de Daniel Hillard para que ele pudesse passar a tarde na companhia dos filhos sem que sua ex-mulher desconfiasse. Usando máscara e enchimentos, Robin ficou irreconhecível na pele da babá.
Gênio Indomável
Gênio Indomável - Relembre os dez papeis mais marcantes de Robin Williams
Nem só de comédias se fez a carreira de Robin. Um de seus papeis mais marcantes, aliás, é no drama Gênio Indomável, onde vivia um professor de psicologia que ajuda um jovem a descobrir seu talento nato para a matemática. Além dos elogios da crítica, ele também faturou um Oscar como Melhor ator coadjuvante por esse papel.
Sociedade dos Poetas Mortos
Sociedade dos Poetas Mortos -  Relembre os dez papeis mais marcantes de Robin Williams
Outro professor de sua carreira foi John Keating, de A Sociedade dos Poetas Mortos. Ele era um acadêmico nada convencional que tenta fazer seus alunos se interessarem por literatura, mas acaba os incentivando a buscar uma vida mais cheia de paixões verdadeiras.
Aladdin
Aladdin -  Relembre os dez papeis mais marcantes de Robin Williams
Como não mencionar também seu trabalho com a dublagem? Foi a voz e os trejeitos de Robin que imortalizaram o Gênio da Lâmpada, de Aladdin. Apesar de conflitos com a Disney por questões contratuais, o personagem ganhou tanto espaço que, após um pedido formal de desculpas por parte da produtora, Robin aceitou dublá-lo mais vezes.
Bom Dia, Vietnã
Bom Dia, Vietnã -  Relembre os dez papeis mais marcantes de Robin Williams
Quem nunca acordou alguém falando um Bom Dia, Vietnã bem alto? O lema foi imortalizado por Robin no filme de mesmo nome, onde ele vive um DJ que é recrutado para comandar o programa matinal de rádio das tropas norte-americanas situadas no Vietnã.
Jack
Jack -  Relembre os dez papeis mais marcantes de Robin Williams
Por causa de uma rara doença que o envelhece precocemente, Jack tem 10 anos, mas o corpo e a aparência de um homem de 40. Ele começa a estudar na escola e tem que lidar com o fato de ser tão diferente dos colegas, além de lidar com a mãe superprotetora.
Jumanji
Jumanji -  Relembre os dez papeis mais marcantes de Robin Williams
O que começa como um simples jogo de tabuleiro acaba em uma grande aventura quando Alan Parrish, vivido por Robin Williams, é libertados depois de anos preso no universo do jogo. Já lembrou de Jumanji?
O Homem Bicentenário
O Homem Bicentenário -  Relembre os dez papeis mais marcantes de Robin Williams
Quando uma família norte-americana compra um robô para ajudar nos afazeres domésticos não espera que ele venha munido de sentimentos, além de um desejo de ser mais como seus donos. Aos poucos, Andrew Martin vai se transformando em O Homem Bicentenário e acaba finalmente conquistando o que sempre quis: ser humano.
Geraligado – Todo mundo ligado .
qual e seu talento os mais marcantis

Deixe seu comentário

Os comentários do blog, são via Facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor.