15
04
14

Tercília, de 80 anos, passa o dia em cima de uma cama, mas tem a companhia do marido

Após 52 anos de casamento, Paulo Obata, 82 anos, não desistiu do amor e todos os dias segue ao lado de sua mulher Tercília Obata, 80 anos, apesar de ela estar internada em uma clinica voltada para doentes terminais, na zona oeste de São Paulo. Ela está “internada” na clínica de cuidados paliativos por ter sido diagnosticada com alzheimer. A doença não foi obstáculo para a dedicação de Obata

Em entrevista emocionada ao R7, ele relembrou que quando ela recebeu o diagnóstico, o casal mal sabia o que era a doença e o que poderia causar na vida da pessoa.
— No princípio, achávamos que era uma doença como outra qualquer e que poderia ser curada com algum remédio.
Após alguns anos, o Alzheimer avançou e, hoje, Tercília fica 24 horas por dia em uma cama.
― Minha mulher fala pouco, quase não conversamos, mas venho ficar com ela todos os dias, afinal ela é a única família que tenho.

 

Obata afirma que mal volta para casa porque “não tem motivo para voltar”. Ele conta que só vai para casa para ver as correspondências e “checar se está tudo certo”.
— Somos casados há 52 anos, não temos filhos. Se não ficar ao lado dela ficarei ao lado de quem?
Com os olhos marejados e voz trêmula Obata diz que tudo “virou uma questão de tempo”. Ele afirma que hoje apenas espera que ela não sofra.
― Já me tiraram a esperança, sei que ela não irá melhorar. Antes conversávamos e o tempo passava mais rápido, hoje ela não fala mais. É duro esperar o tempo passar, principalmente quando ela está assim
Dificuldade para dormir pode ser sintoma inicial de Alzheimer.
Geraligado – Todo mundo ligado .
clínica de alzheimer no r7mulher internada 52 anospaulo obatapaulo obata na r7

Deixe seu comentário

Os comentários do blog, são via Facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor.